Notícias e Artigos

8 de março de 2018

BNDES realiza encontro com empresários amazonenses para alavancar financiamentos

Cobertura especial do jornalismo do SIFAM

O novo ciclo de palestras BNDES Mais Perto de Você objetivou difundir e tirar as dúvidas dos empresários do Amazonas quanto às principais linhas de financiamento aos pequenos empreendimentos como o Cartão BNDES, BNDES Automático e BNDES Finame dirigidas as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs).

Seguindo com a estratégia de quebrar as barreiras de acesso, e se posicionar como o principal agente financeiro de desenvolvimento regional do país, os técnicos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), realizaram em Manaus, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), uma palestra seguida de bate-papo para divulgar e tirar dúvidas com relação às mais de 100 linhas de financiamentos destinadas a micro, pequenos e médios empresários da região.

O número expressivo de participantes que lotou o auditório Auton Furtado, da Fieam, mostra como o empresariado vem encarando com otimismo o atual momento por que passa a economia regional. Vários segmentos da indústria estavam ali representados com forte participação da cadeia produtiva da construção civil, naval, eletroeletrônicos e fármacos, além do comércio.

Durante mais de duas horas os economistas Alexandre Themé, organizador do ciclo de palestras, e o técnico do escritório de Brasília, Gustavo Nonato, apresentaram detalhadamente todas as linhas de financiamento ressaltando suas vantagens e princípios burocráticos para o acesso. O ponto mais destacado por ambos foi o percentual das taxas juros de empréstimo, como sendo as melhores do mercado.

Durante a sessão de perguntas e respostas, temas como relacionamento com outros bancos ou agente financeiros parceiros do BNDES e os produtos e rede de empresas credenciadas a aceitar os financiamentos do BNDES foram os temas mais abordados.

Aquecimento
“A nossa missão como banco público de investimento é o desenvolvimento regional e do país, portanto quando forem adquirir algum produto ou serviço é só saber se o índice de nacionalização está acima dos 50%”, ressaltou Themé. Ele citou casos de empresas multinacionais que vieram se instalar no país para ter acesso ao dinheiro acessível do BNDES, e acabaram virando grandes exportadores de produtos com mão de obra e matéria-prima brasileiros.

O empresário Ramid Said, que atua do setor de construção civil, se disse muito animado com as taxas praticadas pelo BNDES e com o fato de o banco quebrar o estigma de que vem sendo alvo depois dos sucessivos escândalos divulgados na imprensa.

“Nosso setor da construção civil teve um aquecimento até surpreendente com a acomodação de preços e redução de custos. Agora chegou a hora de faturarmos e retomarmos a curva de crescimento”, disse Said.

Investimentos
Neste ano, até o mês de janeiro, o BNDES injetou no mercado amazonense valores acima de R$ 33,4 milhões. O número representa um aumento de 42% em relação ao mesmo mês de 2017. O desembolso foi acionado por segmentos como infraestrutura (R$ 20,7 milhões), utilidade pública (R$ 18,8 milhões) e transporte rodoviário (R$ 1,8 milhão), respectivamente os três que apresentaram as maiores margens percentuais de financiamento.

Por outro lado, os desembolsos para as micro, pequenas e médias empresas totalizaram R$ 8,6 milhões, o que demonstra um aumento de 5% em relação ao ano anterior.

 

Comentários!

Deixe seu comentário.

Notícias e Artigos

Faça parte dessa história!

Filie-se ao sifam

BAIXE AQUI A FICHA PARA FILIAR-SE AO SIFAM

Filiado à:

Desenvolvido por:

Soma Virtual