SIFAM reúne com Secretário da Fazenda

Redução da jornada de trabalho, reestruturação da carreira fazendária, propostas para aumentar a arrecadação do Estado e a realização de um novo concurso público foram alguns dos temas discutidos na reunião da diretoria do SIFAM com o secretário Jorge Jatahy, da Secretaria de Fazenda do Estado do Amazonas (Sefaz-AM), na terça-feira, 25 de abril. Para a diretoria, o encontro foi positivo, uma vez que tiveram a chance de apresentar as demandas da categoria.

O pagamento das Progressões e Promoções atrasadas também foram exigências destacadas pelos diretores do Sindicato, assim como investimentos na Escola Fazendária. O SIFAM também apresentou um documento com ideias de ações viáveis à Secretaria que têm o objetivo de incrementar a arrecadação do Amazonas, como a criação do polo de cobrança administrativa amigável e realinhamento da alíquota do ITCMD à média nacional.

O presidente do Sindicato, Emerson Queirós, acredita que a reunião foi proveitosa também pela oportunidade de “ouvir o novo secretário de Fazenda e ter uma ideia de como ele irá se relacionar com os representantes do fisco estadual”. “O nosso papel é cobrar do secretário as demandas da categoria. Obviamente, a diretoria do SIFAM vem adotando uma postura não agressiva e totalmente baseada no diálogo e na negociação. Entendemos que este deve ser nosso papel: buscar os direitos dos filiados sempre pelo caminho do entendimento e do diálogo”, afirmou o presidente do Sindicato.

 

You may also like...

2 Responses

  1. Maristela diz:

    Oi Boa tarde!
    Estimaria para quando o concurso para Sefaz/AM? Previsão?
    Agradeço desde já qualquer resposta.

    • Emerson Queirós diz:

      Olá Maristela
      Segundo informações da equipe do governo Melo, o concurso estaria sendo cogitado para o ano de 2018.
      Desta forma, devemos observar o orçamento 2018.
      Att
      Emerson Queirós

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.